• Para assegurar o crescimento contínuo e o sucesso futuro da Cargill, a empresa estabelece programas de formação dos colaboradores para dar formação aos trabalhadores sobre todos os aspetos da empresa.
  • Com cursos técnicos sobre economia e cursos não técnicos sobre ética, os programas preparam candidatos promissores para cargos de gestão.
  • Um dos programas mais eficazes da Cargill é o GENCO®, que aplica os mesmos métodos analíticos utilizados por outras organizações para ajudar os colaboradores a pensarem para ultrapassar situações difíceis.

Dar formação aos colaboradores para se tornarem líderes


Os programas de desenvolvimento da Cargill fomentam o potencial de liderança dos trabalhadores, ajudando-os a crescer no local de trabalho.

“Se não tivéssemos um programa de formação ativo, não teríamos conseguido expandir-nos como fizemos”, disse o então CEO da Cargill Erwin Kelm em 1977, refletindo sobre o crescimento da empresa nas décadas anteriores. Kelm foi um dos muitos que fizeram a formação de gestão da Cargill no início da carreira.

A Cargill começou a dar ênfase ao desenvolvimento da gestão no início da década de 1930. A empresa estava à beira de grandes mudanças e precisava de mais diretores e executivos para liderar a expansão. Para atrair talentos com uma promessa a longo prazo, a Cargill contratou recém-licenciados e deu-lhes formação sobre todos os aspetos da empresa. O objetivo era capacitar os colaboradores para os cargos atuais e prepará-los para futuras funções de liderança, criando uma base sólida para o crescimento da Cargill.

Os primeiros programas de formação de licenciados foram liderados pelo Dr. Julius Hendel, chefe da divisão de cereais da Cargill. Reunidos em grupos conhecidos como “Hendel’s Kindergarten” (o jardim de infância de Hendel), os recém-contratados fizeram cursos intensivos sobre economia, que podiam ser aplicados ao negócio de mercadorias como os cereais, e assuntos não técnicos como a ética empresarial. A formação foi um êxito, pois muitos dos licenciados, incluindo o jovem Kelm, vieram a ter cargos de gestão executiva na empresa.

Dr. Julius HendelNo início da década de 1930, o Dr. Julius Hendel conduz os recém-contratados na primeira série de formação de colaboradores da Cargill, conhecida como “Hendel’s Kindergarten”.

O programa acabou por se expandir para incluir todos os colaboradores e, na década de 1960, a Cargill atualizou a abordagem de desenvolvimento usando um dos mais influentes métodos de formação até à data, o GENCO®. Desenvolvidos por uma empresa de consultoria de gestão, os cursos aplicavam métodos analíticos para ajudar os colaboradores e ultrapassar os desafios de gestão. Os executivos da Cargill foram os primeiros a fazer o curso intensivo de uma semana. Depois alargou-se a outras divisões da empresa, ensinando aos colaboradores da Cargill em todo o mundo os mesmos princípios de tomada de decisões e uma linguagem comum para comunicar resultados.

O atual programa de desenvolvimento de liderança da empresa, a Academia de Liderança de Elevado Desempenho (High Performance Leadership Academy) da Cargill, tem os mesmos objetivos das versões anteriores: criar competências de liderança avançadas e apoiar os gestores experientes à medida que crescem na empresa. A Cargill continua a atribuir uma elevada prioridade ao desenvolvimento pessoal, reconhecendo que o sucesso futuro depende da contratação de pessoas capazes e de lhes proporcionar as competências e a linguagem comum de que precisam para se tornarem os grandes líderes do futuro.