c150_200_banner_1view.jpg
 

High River constrói um negócio de carne de bovino sustentável


Uma nova fábrica de carne de bovino no Canadá é bem-sucedida com práticas de processamento ecológicas.

A sul de Calgary em Alberta, Canadá, há uma cidade que atravessa o rio Highwood River, onde foi buscar o nome. High River é bem conhecida, não apenas no Canadá mas em todo o mundo, devido à fábrica de processamento de carne de bovino da Cargill. É uma das instalações do género mais sustentáveis a nível ambiental, incluindo um sistema que transforma os resíduos do processamento em energia renovável. A fábrica emprega milhares de pessoas, tornando High River num local multicultural que representa quase 80 nacionalidades.

Quando em 1928 a Cargill entrou no Canadá, trabalhou principalmente com cereais. Na década de 1980, os dirigentes da empresa estavam a explorar meios para servir carne de bovino embalada aos clientes e expandir para novos mercados. Daí veio a visão para as instalações de processamento de carne de bovino no Canadá, que seria o maior investimento da empresa no país até à data. Ao longo dos anos, a Cargill investiu mais de 200 milhões de dólares nas instalações, demonstrando o empenho da empresa para com o mercado, a comunidade e a sustentabilidade.

Enquanto a fábrica de mais de 16 mil metros quadrados ganhou forma, um pequeno grupo de pessoas da Excel Corporation, Cargill Limited e outras empresas canadianas de embalamento juntaram-se para formar a Team Canada. Viajaram pelos Estados Unidos e trabalharam em várias instalações de processamento de carne, investigando e desenvolvendo processos sustentáveis para High River.

A fábrica abriu em 1989, começando com cerca de 1400 colaboradores a fazer um turno para processar 1200 cabeças de gado por dia. Ao longo dos anos, a fábrica cresceu para empregar mais de 2000 pessoas em dois turnos, processando 4500 cabeças de gado por dia. Tornou-se rapidamente a maior fábrica de processamento de carne de bovino no país.

A Cargill fez parceria com a Ducks Unlimited Canada para desenvolver programas de conservação que criam um ambiente mais saudável para as aves aquáticas, melhorando em simultâneo as operações da Cargill. O programa integrado de tratamento de águas residuais dos parceiros tratou águas residuais da fábrica de High River, depois introduziu-as no lago Frank, transformando a zona num habitat pantanoso importante para a vida selvagem. Décadas mais tarde, em 2011, High River fez um grande esforço para reduzir a pegada ambiental. A Cargill instalou um sistema de transformação de resíduos em combustível para converter resíduos orgânicos em energia elétrica e vapor. Foi captado metano em lagoas de resíduos cobertas, depois queimado em segurança como combustível em vez de ser libertado para a atmosfera. A fábrica de High River da Cargill também recebeu a certificação ISO 14001, comprovando ainda mais o seu empenho na conservação ambiental.

High River celebrou recentemente o 25.º aniversário, representando aquisições anuais de gado de 2 mil milhões de USD, e um terço da carne de bovino processada do país. A fábrica de High River originou um forte crescimento para a Cargill, e continua a servir de modelo global para o processamento sustentável de carne de bovino. Aproximadamente 50% da energia da fábrica vem de fontes renováveis, alimentando a produção de produtos de carne bovino para uma grande variedade de clientes de retalho e de serviços alimentares, abastecendo mercados nacionais e internacionais.