• Em 2006, a Cargill criou o Derivatives Execution and Clearing Group (Grupo de compensação e execução de derivados) para simplificar as interações globais de grande dimensão com instituições financeiras no mercado de futuros.

  • O programa inovador reduz os custos e ajuda a prever os preços de várias mercadorias negociadas regulamente pela Cargill, como a soja, o milho e os cereais.

Criar transparência num ambiente complexo


O Derivatives Execution and Clearing Group (Grupo de compensação e execução de derivados) ajuda a Cargill a agilizar a abordagem à negociação de futuros, o que beneficia diversos parceiros.

Quer com a chegada da negociação informatizada, que substituiu a necessidade da negociação pelo telefone no início da década de 2000, quer com o começo da recente regulação resultante da crise financeira de 2008, a adaptação à mudança é uma constante na indústria dos futuros. O mercado de futuros é um bolsa financeira central onde as pessoas podem negociar contratos normalizados para comprar quantidades específicas de uma mercadoria ou instrumento financeiro a um preço específico com entrega estabelecida para uma data específica no futuro.

Enquanto comprador, transformador ou vendedor de mercadorias físicas a nível mundial, a Cargill gere há muito o respetivo risco das mercadorias em mercados de futuros globais. Mas, em 2006, em resposta a um ambiente de negociação cada vez mais rápido e exigente, a Cargill decidiu repensar a sua abordagem à negociação de futuros. Antes disso, 40 negócios da Cargill efetuavam cada transação de futuros de forma independente com instituições financeiras internas e externas. Isto levava a várias duplicações, taxas de corretagem redundantes, comissões de câmbio e ineficiências de financiamento. Alguns negócios estavam a pagar comissões mais altas do que outros e muitos tinham problemas operacionais graves.

Para melhorar a abordagem global da Cargill à negociação do futuros, a empresa criou o Derivatives Execution and Clearing Group (Grupo de compensação e execução de derivados), uma única entidade que consolidava as negociações da Cargill com as instituições financeiras e tirava partido da dimensão da Cargill. As instituições financeiras responderam de forma positiva, oferecendo melhores taxas, soluções de financiamento e comissões padrão, o que ajudou a Cargill a alinhar estrategicamente a sua infraestrutura, operações e documentação. Agora a Cargill atribui centenas de milhões de dólares em poupanças à abordagem de "plataforma única de futuros".

As poupanças geradas pela abordagem agilizada e simplificada também beneficiou os parceiros de negócio da Cargill, ao longo de todas as cadeias de abastecimento. Quer seja os produtores de mercadorias representados pela Cargill na sala de mercado ou as instituições financeiras que negoceiam agora com uma entidade em vez de várias, o Derivatives Execution and Clearing Group (Grupo de compensação e execução de derivados) permitiu que a Cargill mantivesse a eficiência global enquanto parceiro de negócios.